Uma Saga Pela Liberdade – Cap. I Ep. II

Capitulo I – Episódio II – “Recomeço”

Eu queria ir Ajudar. Queria mesmo! Só que minha mãe me impediu de fazer besteira, como sempre.

Você ficará aqui. Irá cuidar das outras crianças. Você é tão nova ainda, minha pequena. Tem muito que viver ainda e tanto a aprender.

Ela me deu um beijo na testa e saiu porta a fora com um olhar triste, junto com homens e mulheres, e seus olhares de desesperança.

Não sei quanto tempo se passou. Se foram minutos ou horas .

Fui arrancada de meu transe de nostalgia e medo por um homem de longos cabelos usando uma manta suja, com um cajado à mão.

Crianças , venham comigo, vocês serão levados com segurança até a cidade mágica do norte.

– Levados? – pensei comigo mesma – O que aconteceu? Para onde foram os outros? E os monstros? Onde está minha mãe?

No total éramos quatro crianças. Saímos do porão com aquele homem que nunca viramos na vida. O cenário fora do porão era horrível. Vila Ruinen estava destruída. Cheiro de sangue, suor ferro e bronze se estendiam pela Vila. Haviam pilhas derretidas de metal onde se percebiam o cheiro forte de carne humana. Era uma cena indescritivelmente horrível!

Como tantos outros guardiões olhei em volta procurando aquela criatura negra com a esperança de encontrá-la  caída ao chão. Ou, pior ainda, com medo de encontrar o corpo de minha mãe, sem aquele olhar caloroso que ela me dava. Como  não avistei nenhum dos dois, fui falar com tal homem que nos tirou do refúgio.

Alguém mais sobreviveu?

Vocês são os únicos.  – Ele disse com um tom de tristeza, mas com um olhar indiferente.

E você? Quem é? – ele percebeu meu tom de raiva com a indiferença que demonstrou para conosco.

 Sou um dos elementais da ‘cidade mágica’. E não olhe para mim como se eu fosse um monstro. Eu já vi varias vezes esse tipo de cenário. Tanto que hoje já não ligo mais para as pobres almas que foram perdidas. Logo uma sacerdotisa virá purificar este local. Para que um dia se esqueça toda a tristeza, destruição e desespero que houve neste lugar hoje.

 

Fiquei calada, Porém, dentro de mim, sabia que nunca esqueceria aquele dia.

Então fomos caminhando para um tipo de portal, pelo qual eu e as outras três crianças entramos junto com o tal elemental. 

E de repente me deparei com um belo lugar, cheio de luminárias, arvores, fontes,   paz e harmonia…

CONTINUA…

Esse post foi publicado em Fanfic. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Uma Saga Pela Liberdade – Cap. I Ep. II

  1. Alysson [Zerodark] disse:

    Muito bom, a espera do 3 episódio.

  2. Anderson(Bladlabow) disse:

    Muito legal. só fico ancioso para o proximo mês (é muito tempo)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s