Uma Saga Pela Liberdade – Cap. II Ep. III

Capitulo II – Episódio III – “A escolhida”

Raymon começou a tremer. Seus olhos começaram a ficar brancos. Era como se algo o tivesse possuído. Todos que estavam na arena ficaram aflitos. Drako o segurava, até que com um urro, ele disse:

-Jude Hestings, para o seu destino. Apresente-se agora na Roda da deusa Awell!

Não era a voz de Raymon que pronunciou isso, era uma voz poderosa e feminina e eu reconheci aquela voz, de dentro da minha alma.

Então Raymon ia cair no chão. Mas, Drako o mago que nos havia salvado de Ruinen,  o segurou pelo braço antes que isso pudesse acontecer.

Todos estavam perplexos com o que acabaram de ouvir. Uma Garota, na classe dos Cavaleiros da deusa Awell? Mas como isso era permitido? Nunca, em toda a história dos Morions, isso aconteceu.

Estava em choque pelo que acabara de acontecer e, o pior ainda… era que a deusa chamara através de Raymon. E como se não fosse ficar pior, logo todos voltaram sua atenção à Drako e Raymon.

-Jude Hestings,o que está esperando!? Suba agora ao altar e se apresente à roda da deusa Awell. Isso é uma ordem. –  O grito de ordem de Drako ecoou entre o silencio da multidão.

Levantei de meu lugar. Meu pai olhava para mim com espanto e medo, sem saber o que fazer com sua garotinha. Fui caminhando até o altar… Os olhares de desgosto, dúvida, espanto e medo me seguiam. Nem mesmo escapei dos guerreiros dos deuses, pelo menos não de todos! Victor olhava fixamente para mim, com um sorriso no rosto, acompanhado de um olhar de espanto e alegria.

E bem, Agatha também estava olhando para mim. Mas, não como os outros… Ela me analisava a cada passo que eu dava. Seu olhar era misterioso porém, com o queixo semi erguido, olhava-me com um tom de satisfação pelo o que ocorrerá.

Cheguei ao altar e entrei na roda, perto da espada Mirage. Agachei-me, em modo de respeito, como todos os outros garotos.

– A Cerimônia está encerrada. Guerreiros e Guerreiras agora podem seguir o Comandante Derik – pronunciou Drako.

Raymon afirmou com sua cabeça, já de pé, embora ainda fraco e apoiando-se em Drako.

Todos seguimos Derik para um dos campos do alojamento dos guerreiros. Eu estava confusa e com medo do que me aguardava no futuro. Victor veio e segurou minha mão, sussurrando que iria ficar tudo bem. Pude perceber os olhares pesados em cima de nós dois, inclusive o de Agatha.

CONTINUA…

E pra quem ainda não curtiu nossa fanpage: https://www.facebook.com/PristonTaleBlog

Esse post foi publicado em Fanfic. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s